Página principal
01-01-2017

Pronunciamentos por Vereador

Marcelo Lanzarin (Podemos) – Presidente

  • lanzarin2016

    Histórico

    O vereador Marcelo Lanzarin é brasileiro, natural do Rio de Janeiro, formado em medicina pela Universidade Federal de Santa Maria-RS.
    Em Blumenau, atuou como médico na rede municipal de saúde, como coordenador das unidades de saúde, gerente de atenção básica e diretor de ações em saúde. Em 2009 assumiu o cargo de secretário de saúde e tornou pública a fila de espera de cirurgia de média complexidade.
    Hoje Blumenau é o único município do Brasil que permite ao usuário do SUS acompanhar pela internet sua posição na fila de cirurgia. Implantou também a gerência de planejamento e captação de recursos, que em quatro anos cadastrou mais de dez milhões de reais em projetos no Fundo Nacional de Saúde. Isso permitiu a aquisição de novos equipamentos, renovação da frota de veículos e reforma em implantação de novas unidades de saúde.
    Como vereador pretende ampliar o debate sobre as questões da saúde, tornar pública a fila de espera para exames de alta complexidade e consultas, além de continuar a discussão sobre o plano de carreira dos servidores da saúde, e ampliar o benefício do adicional de função para os demais membros da equipe de estratégia de saúde da família.

Pronunciamentos


10/04/2018

O vereador Marcelo Lanzarin (MDB) lamentou a falta de profissionais em 16 unidades de saúde do município. Assinalou que não são apenas médicos que estão faltando, mas também enfermeiros, agentes administrativos e agentes comunitários, e que uma equipe incompleta sobrecarrega os profissionais. Também disse que afeta especialmente a lógica dos ESFs (Estratégia de Saúde da Família). Pediu empenho da Secretaria de Saúde na resolução do problema. Também disse que tem recebido reclamações de médicos que ao pedir para entrarem de férias, suas agendas são ampliadas com o atendimento de mais pacientes. Afirmou que essa prática é inconcebível e não pode ser utilizada pela Secretaria de Saúde para compensar a ausência de profissionais. Ele também criticou a concessão de férias coletivas no fim de ano e defendeu que também não é aceitável que as unidades de saúde fiquem fechadas por 30 dias consecutivos entre dezembro e janeiro.

Fonte: Assessoria de Imprensa CMB

Foto: Jessica de Morais CMB


Histórico de Pronunciamentos do vereador: