Página principal
01-01-2017

Pronunciamentos por Vereador

Marcelo Lanzarin (Podemos) – Presidente

  • lanzarin2016

    Histórico

    O vereador Marcelo Lanzarin é brasileiro, natural do Rio de Janeiro, formado em medicina pela Universidade Federal de Santa Maria-RS.
    Em Blumenau, atuou como médico na rede municipal de saúde, como coordenador das unidades de saúde, gerente de atenção básica e diretor de ações em saúde. Em 2009 assumiu o cargo de secretário de saúde e tornou pública a fila de espera de cirurgia de média complexidade.
    Hoje Blumenau é o único município do Brasil que permite ao usuário do SUS acompanhar pela internet sua posição na fila de cirurgia. Implantou também a gerência de planejamento e captação de recursos, que em quatro anos cadastrou mais de dez milhões de reais em projetos no Fundo Nacional de Saúde. Isso permitiu a aquisição de novos equipamentos, renovação da frota de veículos e reforma em implantação de novas unidades de saúde.
    Como vereador pretende ampliar o debate sobre as questões da saúde, tornar pública a fila de espera para exames de alta complexidade e consultas, além de continuar a discussão sobre o plano de carreira dos servidores da saúde, e ampliar o benefício do adicional de função para os demais membros da equipe de estratégia de saúde da família.

Pronunciamentos


06/02/2018

O vereador Marcelo Lanzarin (PMDB), referindo-se aos guardas municipais, afirmou que concordava com o colega Bruno Cunha (PSB) de que o diálogo com o Executivo é a melhor forma para se chegar à solução dos impasses. Ele, porém, disse que o governo Napoleão Bernardes (PSDB) não está disposto a conversar. Lembrou que a maior greve da história do serviço público municipal de Blumenau aconteceu no governo Napoleão e que este não desceu uma vez do gabinete pra conversar com os servidores em greve. Disse que cabe aos vereadores fazer a ponte, mas que o outro lado precisa querer dialogar. Ele também falou sobre a situação dos servidores da Saúde, que tiveram seus rendimentos reduzidos com a aprovação de uma lei do Executivo no fim do ano passado. Segundo ele, a previsão de economizar R$ 340 mil pode se refletir num impacto desfavorável para o município, caso o servidor que por se sentir desvalorizado não faça o atendimento à população com a mesma dedicação e esmero. Reiterou que a administração pública não está conversando com o servidor. O parlamentar também criticou a situação do transporte público, destacando que apesar da intervenção da prefeitura e mudança de empresa, o serviço ficou pior do que antes. Segundo ele houve um retrocesso e citou os terminais de ônibus sem conservação, o abandono das estações de pré-embarque, e o fato de os ônibus seren novos, mas não modernos. Afirmou que a Blumob está fazendo menos que o Siga. Ele também mostrou preocupação com os horários estendidos dos AGs, argumentando que essas unidades não contam com o número adequado de médicos.

Fonte: Assessoria de Imprensa CMB

Foto: Jessica de Morais CMB


Histórico de Pronunciamentos do vereador: